Drops de Fim de Semana

Garçom, traz um Drops Duplo!

29/07/2015
DSCN1389_2

Fim de festa: bagaceira e destruição. Foto: Pedro Bracher

Depois de tanto tempo, um drops no blog. E duplo! Mas aviso logo:

o conteúdo é explícito e a zuêra não tem limites. hehehehehe

Precisamente no dia 19 de julho, glorioso mês em que meu namorado faz aniversário, rolou a festinha de comemoração dos seus 30 anos. Festinha é eufemismo para definir a produção que foi esse evento. Igor montou uma festa à fantasia no Corcovado Rio Hostel, com direito a bebida à vontade, brownies delícia e hambúrgueres feitos na hora. Uma coisa de louco.

Quando ele falou que a festa seria à fantasia, eu já me empolguei por que, se existe alguém no mundo que ama uma montação, essa pessoa sou eu. Tenho certeza que, se tivesse nascido homem, seria drag, no mínimo. Resolvemos montar uma fantasia de casal. Já que Igor tem uma icônica cabeça de coelho que ele usa todo carnaval, decidimos nossa fantasia partindo da premissa do coelho, lógico. E assim fomos de Roger & Jessica Rabbit. Quem mais amou essa ideia? EU. Por que, não só iria para uma festa fantasiada em pleno julho, como a fantasia teria que ser algo muito musa-arrasadora-sexy-pegando-fogo. hahahahaha

jessica_and_roger_rabbit_by_diacita-d4ayp11

Inspiração: Roger & Jessica Rabbit

Mais incrível ainda foi ver que todos os convidados entraram na onda e capricharam no visual. Nem preciso dizer que a turma mais bagaceira-zuêra-louca foi a dos Recifriends né? A gente não deixa barato num evento desses. Além da enorme quantidade de álcool, a festa contou com muito funk pra gente rebolar até o chão e tenho certeza que perdi de vez meu joelho, mas valeu a pena. Deixei o celular guardado, por que queria curtir 100% a festa, mas a galera do I Hate Flash fez o favor de tirar as fotos mais incríveis.

drops_anivermangabeira-116_2

Igor tentando me conquistar. Não foi desta vez. hehehehe brinks!!

mangabeira-13

Rafael e Larissa: prêmio de melhor sintonia artística. Coreografias sincronizadas e tudo mais.

MUITO DEMAIS! Essa expressão define bem o clima da festa. Apesar de ter sido num domingo, foi absolutamente incrível. Eu e Igor encarnamos nossos personagens até o final, protagonizando cenas tórridas de ~amor e paixão~. hahahahah Foi tão massa que até meu bestfriend sempre desaparecido Diego conseguiu ir ao aniversário do boy mesmo estando doente. As fantasias da galera também ficaram muito legais e pouca gente conseguiu superar o brilhantismo de Larissa e Rafael, que foram fantasiados de ginastas dos anos 80. Hilários!

Que vontade de repetir todo fim de semana!!!! O namorado arrasou muito na organização da festa (ele fez tudo sozinho) que foi impecável do começo ao fim, sem nenhum percalço pelo meio. Acho que nunca bebi tanto em uma festa. Quem me acompanha no snapchat (carolburgo) deve ter percebido meu estado no dia seguinte. heehehhe A tequilla virou água e o cérebro também. Masssssss…bebi tanta água durante a noite, que acordei ótima, sem enxaqueca, tudo ok. Apenas fisicamente devastada pelas horas de dança sensual. hahahaha

drops_produ

Gente, encarnar a Jessica é fácil, difícil é encontrar a roupa perfeita de Jessica Rabbit. Como eu levo fantasias a sério, não me contentei com as fantasias lixo que encontrei pela net. Queria LUXO E GLAMOUR! Fui ao Saara comprar um tecido brilhosérrimo com elastano, para levar na Beth, amiga da minha mãe que se garante MUITO na costura de qualquer tipo de roupa bem sexy (ela também faz biquini, roupa de academia, qualquer coisa elástica!). O briefing era: Beth, quero um vestido colado, com fenda, suporte no busto, costa nua e que levante bastante os peitos.

Claro que num desenho animado é fácil desenhar esse vestido, mas na vida real, colocar os peitos pra cima sem usar espartilho ou barbatana, é coisa pra Beth resolver mesmo. Ela fez de primeira, ajustamos algumas coisas na prova e o vestido ficou pronto E MARAVILHOSO em 2 dias. No Saara também comprei as luvas da personagem e até procurei uma peruca ruiva, mas todas eram horríveis. Resolvi comprar a peruca no Mercado Livre. Não foi barata (R$ 140), mas valeu cada centavo e nos próximos carnavais eu poderei encarnar todas as ruivas da indústria do entretenimento, começando pela própria Jessica e terminando em Ariel. hahahahaha Também testei a maquiagem antes da festa, pra saber se ia prestar e no dia do aniversário eu fiz o make e fui postando no snap! Sombra azul com muito glitter e bocão extra grande com batom vermelho + gloss. <3

drops_recifriends

Onde comer e beber bem: Cais do Oriente (centro), The Boua (Botafogo) e Nova Capela (Lapa)

A semana passou e todo mundo ficou ansioso pra receber as fotos do aniversário. Um novo fim de semana chegou em todos os “eventos” de amigos que fui o comentário sempre foi o mesmo: que festa de aniversário foi aquela? Como vocês sobreviveram? É isso. Foi tão incrível que virou assunto no meu almoço deste sábado com Diego. Fomos ao Cais do Oriente, restaurante lindíssimo e DELICIOSO ao lado do CCBB no centro do Rio. Passeamos por lá, curtindo uma chuvinha e contando como foi nossa noite pós-festa. O aniversário de Igor também foi tema da nossa noite de hambúrgueres no The Boua (bar novo aqui de Botafogo), entre outros assuntos diversos. Rolou até um revival das performances de dança na casa do nosso amigo Naian. Dancei na varanda.

Neste domingo, ainda parcialmente devastada pelos 2 fins de semana de diversão extrema, fui à Junta Local no MAM (onde descobri que as listras estão muitíssimo na moda) TENTAR comer qualquer coisa, mas estava tudo tão lotado que perdi a paciência e acabei devorando um carneiro assado com batatas portuguesas no Nova Capela, na Lapa. Com os Recifriends, claro. E pra terminar essa saga de zuêra, um novo ciclo de trabalho: recebi as novidades de agosto da Prosa e comecei a laboriosa arte de organizar estoques. 

Ufa. Fazia tempo que eu não tinha fins de semana tão agitados.

Acho que preciso de férias da minha própria vida. :P

Beijos, Carols

Postando Textos

As oito portas da ineficiência

23/07/2015
destaque post

Ou: uma crônica cômica sobre meu armário trágico

Gente, que coisa louca é essa de tentar mudar meu armário para algo mais funcional. Aproveitei as liquis das lojas para adicionar algumas (5) peças MUITO básicas ao armário e tirar outras que não uso tanto. Uma das minhas técnicas para não acumular tanta roupa é: sempre que eu compro um item, eu me obrigo a tirar um (ou dois ou três) do armário. Mas mesmo com essa técnica super moderna kkkkkk, eu ainda sofro com excesso e tenho certeza que minhas roupas procriam sem meu consentimento.

Quando me mudei de casa senti a necessidade de comprar um guarda-roupa espaçoso e procurei muito até encontrar um que não fosse tão caro (catei um nessas lojas super populares) e fosse grande o suficiente para caber tudo meu lá dentro. Em vão. É que esses guarda-roupas não são projetados de forma funcional. Sobra espaço, mas faltam nichos para coisas específicas. Em resumo, o que eu precisaria era de um closet dos sonhos, mas a realidade é impiedosa e eu adquiri 8 portas de pura ineficiência parceladas em 12x sem juros.

Comprei o tal armário. Ele ocupa uma parede de 3 metros inteira, é um elefante bege branco empacado no meu quarto e hoje, se eu pudesse, faria uma fogueira de São João com ele. Já perdi as contas de quantas peças tirei para colocar à venda no meu bazar (que está virando lenda por que as peças nunca têm fim) e mesmo assim o armário continua cheio. O motivo? Ele definitivamente não é bem projetado!

Eu confesso, sou uma bagunceira patológica, mas mesmo assim me surpreendo como a gente acumula trecos na vida, para os quais não existem recipientes/nichos/casulos em nossos armários. Minha crise de estilo está virando uma crise de decoração do lar, tomando proporções estratosféricas! kkkkk Alguém me segura?

closet lixo

Meu armário é um estorvo do design. Poucas e rasas gavetas onde mal cabem as calcinhas, meias, biquinis e sutiãs. Muito espaço para pendurar roupas em cabides, porém com prateleiras embaixo que não deixam que eu pendure roupas mais longas. Nichos muito espaçosos que apenas me permitem pilhas de roupa altas, que tombam para o lado. Um varão para calças, de onde é praticamente impossível tirar a calça sem derrubar o varão (daí não utilizo esse espaço). Um local para sapatos onde cabem apenas uns 5 pares. Ou seja: esse armário ocupa um espaço gigante, mas tão mal aproveitado, que eu acho que minha arara + estante que eu usava no outro apartamento, eram mil vezes mais organizadas que meu atual e péssimo investimento.

nichos

Então, enquanto o closet perfeito não chega, eu vou sonhando com uma vida onde terei menos roupas e as poucas que vão sobrar, eu vou conseguir ver dentro do armário. Um futuro onde meus brincos, pulseiras e anéis não estarão escondidos dentro de caixinhas fechadas, no fundo escuro e inóspito do meu armário. Vou sonhando com o dia em que meus sapatos poderão dormir DENTRO de algum lugar onde eles não sejam diariamente soterrados pela poeira louca do apartamento em obras do vizinho. O momento em que eu vou abrir minha gaveta de calcinhas sem que elas se joguem aos meus pés, ou ainda aquele minuto em que eu puxarei minhas calças de um varão FIRME, que não desabará na minha mão. Por fim, vou sonhando com um closet seguro, cujas portas não fechem nos meus dedos e sim quando eu de fato, empurrar as portas. hahahahahaha

Seria trágico se não fosse cômico. Essa renovação no armário tem me feito olhar para TUDO o que eu comprei nos últimos anos  de um jeito totalmente diferente. Parece que meu problema com o estilo é, na verdade, um problema de escolhas como um todo, que abrange desde as roupas que compro, até os móveis da minha casa, meus objetos de decoração e até a COMIDA (que eu também tenho mania de comprar coisas que não consigo comer depois)!!!

detox

Ou seja: ME INTERDITEM. kkkkkkk

Beijos, Carols

Looks

Pure Gold!

22/07/2015
DSC_0287

Já que falamos em metais, resolvi postar um look que usei em BH cuja estrela é esse scarpin mega-gold aí. Aquele lugar é tão abençoado por íngremes ladeiras, que nós somos obrigados a andar de carro e, portanto, somos capazes de usar salto alto. hahahah Gente, estou sendo irônica, tá? Compreendo (e desejo!) que uma cidade tem que ter mobilidade urbana alternativa, várias ciclofaixas, etc, mas é bem verdade que 1) é impossível andar sempre de bike numa cidade lotada de ladeiras como BH (só conseguem quem é atleta, fato!) 2) às vezes é bom andar de carro e poder um salto alto bem maravilhoso. Eu sinto falta dessa sensação de “maravilhosidade” que o salto alto me dá.

Amo e sofro, como romance de novela.

DSC_0228 DSC_0239DSC_0206DSC_0264 DSC_0262DSC_0251DSC_0241DSC_0275

Esse look com cara de Festival de Cannes é um bom exemplo de como a criatividade do olhar pode ajudar nosso bolso na hora de montar uma produção ryca com menos money. Tem coisa mais próspera que combinar branco e dourado? Pois foi justamente esse o combo que montei para ficar com aura de musa-resort. Não sei se consegui o efeito esperado hahahahah, mas essa foi a intenção. Sempre uso esse vestido pra jantar com o boy, já até virou uma farda, mas acho que nunca tinha postado ele aqui.

Esse vestido de renda foi comprado na ZARA KIDS (as delícias de ser baixinha!), e tem um quê de Valentino. Combinei com um scarpin dourado da Santa Lolla, que comprei na promo. Eu sei que não posso usar saltos por aí, mas tem alguns modelos que eu suporto e esse é um deles. Adicionei apenas uma clutch e maxi brincos ao look e pronto. Fiz a fina na beira da piscina por que achei muito digno o contraste do ouro com esse azulejo mar mediterrâneo.

Vestido: Zara Kids, R$ 99 | Scarpin: Santa Lolla, na promo, R$ 149 | Clutch: Sonho dos Pés, presente da marca | Brincos: Loli Maria, presente da marca | Óculos: Club Melissa, presente da marca.

Beijos, Carols